contato@drelevador.com.br     tel.(11) 3791.3304 / (11) 9252.6993

Entrevista com o Eng. Boris Risnic, criador da Consultoria Drelevador

No seu site é explicado que a criação da Drelevador foi feita para a suprir uma demanda de mercado.  Que tipo de demanda é esta?
Notei que havia uma demanda por alguém que ajudasse os Síndicos e Moradores na hora de negociar com as empresas de manutenção do Elevador. Todos conhecem bem as outras atividades do Condomínio, como a parte civil, contábil, administração, piscinas, quadras de esporte, etc.  Mas, quando se fala em Elevador, poucos entendem. E isso gera desconfiança, medos, enganos, gastos em demasia, etc.

O Senhor poderia dar alguns exemplos destas situações?
Vamos por partes:  - A desconfiança vem porque o Sindico começa a receber varias notas de gastos com o elevador e não consegue entender porque nem explicar isto aos condôminos. Ele passa a desconfiar, quando lhe negam explicações ou quando estas são evasivas, ou só porque não entende mesmo.

E os enganos?
Os moradores e o Sindico são muitas vezes enganados por empresas que só visam lucros maiores.  Recebem orçamentos para troca de peças que ainda estão boas, mas não sabem julgar e ficam com medo do elevador vir a sofrer acidentes se não obedecerem e aprovarem a troca das peças.

Aí decorrem os gastos em demasia?
Não só por isso. O prejuízo maior  é na hora da Modernização. Eles recebem orçamentos para trocar quase tudo do Elevador, quando na verdade não é necessária a troca de muitas peças para Modernizar o Elevador. Os preços também podem variar muito e, as vezes, a mesma peça sai pelo dobro do preço. Estou falando de diferenças que chegam a 50 mil Reais por elevador!  Por isso que sempre digo: Vale mais pagar o consultor e economizar mais de 30 vezes o preço que ele cobra.

Dá para negociar melhor na hora de Modernizar?
Sem duvida. Existem muitas alternativas de negociação. Vamos raciocinar:
Fabricantes prestando serviço: Seu lucro vem da margem do contrato que é a diferença entre o que o cliente paga e quanto custa para atender este cliente. A Venda de peças ajuda a aumentar a margem, mas quando o Elevador fica muito velho, começa a custar caro atender a muitas panes durante o mês e o cliente fica desconfiado dos gastos com reparos. 
A saída é Modernizar, e o Fabricante é o maior interessado na Modernização, pois vai acabar com as panes frequentes e liberar o tempo do seu técnico, além de deixar o cliente satisfeito!
Se ao Fabricante interessa a Modernização, então podemos negociar uma ajudazinha dele!  Nada mais natural! Alguns fabricantes chegam a oferecer a Modernização gratuita, desde que se assine um contrato de Manutenção por 5 anos de fidelidade, por exemplo.
Outra estratégia é quanto ao preço mensal da manutenção.  Podemos exigir preço menor após a Modernização, pois, como já disse, o custo da manutenção vai cair.  Porque não repassar esta economia para o cliente?
Empresas só de serviço:  Precisamos tomar o máximo de cuidado.  Existem tanto empresas excelentes e honestas de bom gabarito como também existem os trambiqueiros. Se você estiver com uma empresa boa basta seguir as mesmas recomendações acima.
Mas, se você não tem certeza, vá devagar. Desconfie de preços muito baixos, muitas vantagens, ofertas quase gratuitas, pois depois você vai sofrer muito.

Mas, qual o perigo de aceitar ofertas gratuitas? O que posso perder?
Muito!  Você pode perder seu elevador, sua carreira e até a sua vida!
O que estas empresas buscam é a quantidade de clientes pagando uma mensalidade mínima, mas em troca elas não fazem manutenção alguma e até retiram peças boas para corrigir o elevador de um outro cliente que esta pior.   Ou seja: vão depenando o seu elevador até que um dia você acorda e quer voltar para uma empresa boa. Tarde demais. O seu elevador está tão depenado que você vai ter que gastar uma nota preta para a outra empresa aceitar corrigi-lo, ou vai ter que Modernizar quase tudo!

Isto se no meio tempo não ocorrer nenhum acidente grave e aí você pode até parar na Justiça com um processo!
Outra jogada delas é compensar o que te deram grátis por meio de troca de peças caríssimas e que realmente nem precisavam ser trocadas. Elas esperam passar uns 6 meses depois da Modernização e fazem o elevador pifar ou esperam qualquer probleminha pequeno ocorrer para dar a facada!

Então resumindo, não devemos aceitar preços muito baixos dos dois lados da equação?
Sim, se a Modernização for muito barata e a mensalidade também muito baixa, desconfie!
Se a Modernização for barata, mas com um contrato de fidelidade de 5 anos, vale a pena negociar.
Se a Modernização for muito cara e a mensalidade continuar cara, não aceite, negocie, contrate um consultor para ajudá-lo.

Quanto o Condomínio pode economizar se fizer uso de uma boa consultoria na hora de Modernizar? 
Vai depender muito do estado do elevador e do tipo de uso deste se é comercial ou residencial, mas, observo economias da ordem de R$ 30 mil a R$ 50 mil por elevador em muitos casos. Um cliente meu tinha um orçamento de R$ 120 mil por elevador e acabou fechando por R$ 40 mil e com uma boa empresa. 

E isto vale também para consertos e reparos menores?
Sim, tive um caso que a empresa de manutenção deu um orçamento de R$ 6800,00 para a troca do sensor do freio de segurança (eles sempre apelam para assustar o cliente). O cliente chamou a mim e a mais outro consultor independente para ter certeza.  Sem me comunicar com ele eu cheguei ao mesmo Laudo:  Não precisa trocar nada!

E nos casos em que o elevador vive quebrado e prende os passageiros, o consultor pode ajudar?
Lógico!  Muitas vezes, o técnico da empresa não consegue resolver o problema ou não tem conhecimento suficiente. O consultor pode auxiliar o técnico a resolver o problema pela raiz e sanar definitivamente o problema. Eu tive um cliente com vários elevadores novos com menos de um ano de uso, sendo que um deles dava muitos problemas e prendia passageiros.  A empresa e o seu técnico não resolviam. Enviei o meu técnico mais experiente para o local pois sabia que ia ser difícil.
Ele descobriu uma folga nos trilhos do elevador que fazia com que ele não alinhasse com os sensores do andar e causava a pane.  Foi só ajustar a folga e o problema sumiu!  Quem fez o ajuste foi o técnico da própria empresa de manutenção, que ficou muito agradecido.

Quer dizer que o consultor tem bom relacionamento com as empresas Fabricantes e de Manutenção?
Um consultor não é contra ninguém.  É a favor da verdade, protege os interesses dos clientes e tem parcerias honestas, éticas e independentes com as empresas idôneas.